Casa, minha casinha…

“O sapo e o vasto mundo”, de Max Velthuijs oscila entre o desejo de viajar e as saudades de casa. Falámos das viagens que já fizemos e empreendemos um percurso imaginário, permeado de posturas de yoga. Respirámos e relaxámos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *